Vândalos picham viadutos recém restaurados

 Viaduto restaurado por alunos do RenovaDF é todo pichado

Passagem que fica no final da Asa Sul estava limpa e recém-pintada. O estrago atrasou o cronograma de serviços do programa que recupera espaços públicos

O trabalho feito por cerca de 100 alunos do RenovaDF – programa de qualificação profissional e recuperação de equipamentos públicos do GDF – foi manchado pelo vandalismo. Um dos viadutos da Asa Sul restaurados pela equipe de aprendizes foi todo pichado e rabiscado nos últimos dias. A reluzente pintura na cor cinza, esforço de duas semanas de serviços, foi perdida.

O trabalho feito em duas semanas por cerca de 100 alunos do RenovaDF foi destruído pelas pichações e precisou ser refeito | Foto: Divulgação Setrab-DF

Nos últimos dias, a limpeza e a pintura do local começaram a ser refeitas pelos alunos. “É complicado, pois os equipamentos públicos já se desgastam com o tempo. E ainda vem somada com o vandalismo, com a falta de apreço pela cidade”, reclama um dos coordenadores do RenovaDF pela Secretaria de Trabalho (Setrab), Claudio Mello. A passagem danificada é a que dá acesso ao final do Eixão Sul, na altura da quadra 216, na via chamada ERW Sul.

“Temos um cronograma a ser cumprido, são três meses de curso. E, para os alunos seguirem para o próximo equipamento, precisam terminar a recuperação do atual, o que não ocorreu como previsto” Claudio Mello, um dos coordenadores do RenovaDF

Atraso no cronograma

Os aprendizes das turmas do período noturno têm como tarefa a recuperação de viadutos e túneis do Plano Piloto. Com o ocorrido, o próximo viaduto terá de esperar. “Temos um cronograma a ser cumprido, são três meses de curso. E, para os alunos seguirem para o próximo equipamento, precisam terminar a recuperação do atual, o que não ocorreu como previsto”, explica Mello.

Estas turmas do RenovaDF, inclusive, passaram pelo treinamento de trabalho em altura, chamado de NR 35, ministrado pelo Senai, para execução do serviço . Os aprendizes vêm realizando desde pinturas simples até aquelas com o auxílio do elevador (plataforma). De acordo com o coordenador do programa, algumas tesourinhas da Asa Sul e o Buraco do Tatu, túnel de ligação entre os Eixos Norte e Sul, estão no roteiro de serviços.

Para amenizar o estrago, por enquanto, foi dada uma demão de tinta nas pichações | Foto: Lúcio Bernardo Jr./Agência Brasília

O prejuízo também é outro fator lembrado. “Vamos ter de usar mais cerca de 30 latas de tinta acrílica para eliminar as pichações e finalizar o trabalho”, estima o supervisor do Senai, Pedro Dias. “Além disso, a chuva dos últimos dias já havia atrasado os nossos serviços”, acrescenta. O prejuízo financeiro estimado é de pelo menos R$ 5 mil.

Aluno protesta

O aluno William Alves, 32 anos, morador de Santa Maria, frisa que não apenas o local das pichações mas as paredes inteiras terão de ser pintadas de novo. Segundo ele, o sentimento é de raiva. “Um serviço que gastamos uns 20 dias para fazer é destruído em cinco minutos”, protesta. “Mas, tudo bem. Vamos refazê-lo com todo o cuidado e seguir o nosso aprendizado”. Para amenizar o estrago, por enquanto, foi dada uma demão de tinta nas pichações.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

نموذج الاتصال