BRASIL | ECONOMIA - BLACK FRIDAY aquece a economia, e CORREIOS batem recorde de encomendas. Mas privatização ainda é pauta do governo. Acompanhe a matéria!

Correios batem recorde de encomendas na Black Friday

Fernando Frazão/Agência Brasil

Os Correios receberam cerca de 19 milhões de encomendas na Black Friday deste ano, uma alta de 42% em relação a 2020. No último dia 29, a estatal bateu o recorde diário de encomendas postadas, com 3,4 milhões de pacotes. Até então, a maior marca era de 30 de novembro do ano passado, com 2,3 milhões de encomendas.

Correios recebem quase 19 milhões de encomendas na Black Friday

Estatal atribui o desempenho superior à confiança do mercado na empresa. Correios receberam 18,9 milhões de encomendas na Black Friday, o número é 42% maior que o do ano passado. O volume é 42% maior que o do ano passado e foi divulgado em balanço da empresa, que consolida os números até a sexta-feira (3). As informações são da Agência Brasil.

Em nota, os Correios disseram que o “desempenho superior representa a confiança do mercado nos importantes esforços da empresa, para entregar a melhor experiência aos clientes, vendedores e compradores”.

Somente no dia 29 de novembro, a segunda-feira posterior à data marcada por descontos, foram quase 3,4 milhões de encomendas, valor equivalente a 417 mil por hora. O número representa alta de 33% em relação a 2020.

Dias antes da Black Friday, Floriano Peixoto, presidente dos Correios, já havia garantido que a estatal estava preparada para atender à alta demanda de encomendas.

Atraso na entrega foi a principal reclamação

Até às 6h da sexta-feira de Black Friday (26), a queixa de maior destaque no Reclame Aqui era “atraso na entrega”, configurando 20,88% do total. Vale ressaltar que o dado não se relaciona somente ao serviço dos Correios, mas às entregas dos produtos de forma geral.

Com relação aos varejos, a Americanas Marketplace foi a primeira colocada, com 272 queixas. A Amazon veio logo atrás, com 262, e Magazine Luiza – Loja Online, ganhou o terceiro lugar com 146 reclamações.

Privatização em andamento

A despeito da alta nos números, os Correios estão ameaçados de privatização. Em fevereiro, o governo Bolsonaro enviou o projeto à Câmara com esse objetivo. A Casa aprovou a proposta em agosto. Hoje, o texto tramita no Senado.

Os governistas alegam que a privatização é necessária para modernizar e dar competitividade à empresa, em meio ao aumento do e-commerce. Por outro lado, os críticos da proposta afirmam que a estatal gera lucro e teria capacidade de investir para ser competitiva.

FONTE: AGÊNCIA BRASIL - TRIBUNA DO BRASIL – METRÓPOLES – YAHOO NOTÍCIAS | EDIÇÃO: REDAÇÃO GRUPO M4

UMA MARCA DO GRUPO

*CURTA A NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK, SIGA-NOS NO INSTAGRAM E TWITTER, COMPARTILHE AS NOSSAS PUBLICAÇÕES*

*Instagram* - https://www.instagram.com/tribunadobrasil/

*Facebook* - https://web.facebook.com/tribunadobrasil.tbr/

*Twitter* - https://twitter.com/tribunabrasilBR

*e-Mail*: grupoM4.contato@gmail.com

#brasil #brasilia #riodejaneiro #saopaulo #ceara #bahia #minasgerais #riograndedosul #riograndedonorte #santacatarina #jornalista #andersonmiranda #noticias #grupom4 #comunicacao #producao #publicidade #tribunadobrasil #tribunadodf #alobrasilia #daquidf #eixonacional #deputadosesenadores #prefeitosevereadores #entendercondominio #folhadodf #informaconcurso #jknoticias #jornaldoentorno #maisaguasclaras #opasquimdobrasil #pautanacional  #consultarimoveis #jornalismo 

 

 

Postar um comentário

0 Comentários