Butantan recebe aporte do Governo Federal para produzir vacina já em outubro - Alô Brasília

Últimas

quarta-feira, 23 de setembro de 2020

Butantan recebe aporte do Governo Federal para produzir vacina já em outubro

Vacina chinesa contra Covid-19, receberá R$80 mil de aporte do Governo Federal para produção no Brasil.


O governador de São Paulo, anunciou nesta quarta-feira que estudos clínicos comprovam a segurança da Coronavac, vacina chinesa contra Covid-19 desenvolvida em parceria com o Instituto Butantan.

Em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, João Doria afirmou que 94,7% dos mais de 50 mil voluntários testados na China não apresentaram nenhum sintoma adverso em relação à vacina Coronavac.

"Os resultados dos estudos clínicos realizados na China mostraram baixo índice, de apenas 5,3%, de efeitos adversos e de baixa gravidade – a maioria apresentou apenas dor no local da aplicação da vacina", disse Governadorf, ressaltando ser comum esse tipo de reação.

Destes que apresentaram efeitos adversos, 3,08% relataram dores no local da aplicação da vacina, 1,53% sentiram fadiga e apenas 0,21% tiveram febre como efeito colateral. O governo afirmou também que 7das 50.027 pessoas vacinadas na China apresentaram efeitos considerados mais graves, como perda de apetite, dor de cabeça e febra acima de 38,5 ºC.

Estudos chineses demonstraram que a Coronavac apresentou 98% de eficiência na imunização das pessoas testadas no país asiático e voltou a dizer que o primeiro lote da vacina, com 5 milhões de doses, será recebido no Instituto Butantan já em outubro.

Na mesma entrevista, o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, afirmou que o governo de São Paulo já obteve autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para ampliar de 9 mil para 13 mil os voluntários testados nas fases subsequentes do programa, em que devem ser incluídos também crianças e idosos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Alô Goiás

Blog do PAULO MELO

Alô Brasília

Melhores da semana

Destaque

Resultado para covid-19 fica disponível em até 1 hora com teste express

  A pandemia do novo coronavírus completa sete meses. Para os pacientes que buscam mais rapidez no diagnóstico da doença, o Sabin Medicina D...

Campanha contra a Dengue