Câmara aprova projeto de Julio Cesar Ribeiro que garante apoio financeiro ao setor cultural durante a pandemia - Alô Brasília

Últimas

quarta-feira, 27 de maio de 2020

Câmara aprova projeto de Julio Cesar Ribeiro que garante apoio financeiro ao setor cultural durante a pandemia

A Câmara dos Deputados aprovou na noite de ontem o primeiro projeto de lei de autoria do deputado federal Julio Cesar Ribeiro (Republicanos-DF)


Foto: Anderson Miranda.

O PL 1251/20 garante a liberação de recursos do Fundo Setorial de Audiovisual (FSA) e do Fundo Nacional de Cultura (FNC) para pagamento dos cachês atrasados, das datas suspensas ou adiadas e a implementação imediata de programa de assistência financeira com renda mínima para os trabalhadores na área da cultura e aos trabalhadores informais. O texto foi apensado ao PL 1075/20 que também trata de ações emergenciais para socorrer o setor durante a pandemia do novo coronavírus.

Julio Cesar defende que a junção de esforços foi essencial neste momento e justifica que o setor é um dos mais prejudicados com a chegada da crise. “Estou muito feliz com a aprovação deste projeto. Não podemos fechar os olhos para um dos setores mais afetados pela crise, até porque o nosso país é reconhecido mundialmente pela sua diversidade cultural. Além do mais, essa proposta reconhece e valoriza os trabalhadores envolvidos com o fomento da cultura brasileira”, declara.

A proposta construída em conjunto com os deputados federais republicanos, Aline Gurgel (AP) e Celso Russomanno (SP), foi acatada na íntegra pela deputada e relatora Jandira Feghali (PcdoB/RJ).

Linha de crédito

Além do aporte financeiro, o texto prevê ainda a abertura de linha de crédito para aquisição de equipamentos culturais ou renegociação de crédito, com maior tempo de carência, através de recursos liberados pelo Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), a suspensão de cobranças de impostos para espaços culturais, cobranças e taxas sobre MEIs e ME da área cultural e acesso aos benefícios do INSS. Os beneficiários deverão ser identificados por meio do cadastro de sindicatos, dados oficiais e a comprovação do trabalho informal na cultura. A matéria segue para o Senado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Alô Goiás

Blog do PAULO MELO

Alô Brasília

Melhores da semana

Destaque

Telescópio da Nasa detecta OVNIs na órbita da terra

Nasa detecta 150 ‘objetos voadores não identificados’ na órbita terrestre Uma câmera instalada na Estação Espacial Internacional (ISS, na si...

Campanha contra a Dengue