Sobe para cinco o número de casos confirmados no DF

Coronavírus: Sobe para cinco o número de casos confirmados no DF

Na manhã deste sábado (14/3), foram confirmados mais dois casos de coronavírus no DF. Um argentino, de 51 anos, e um brasiliense de 46 anos. Os dois chegaram de viagem do exterior

Distrito Federal registra mais dois casos confirmados de coronavírus. A Secretaria de Saúde confirmou, neste sábado (14/3), que um argentino de 51 anos, funcionário do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), tem Covid-19. Ele esteve na Inglaterra, desembarcou em Brasília no último domingo (8/3) com sintomas da doença e foi atendido no Hospital Sírio Libanês. Lá, o paciente fez o teste para detectar se estava infectado pelo Covid-19 e o resultado deu positivo.
O outro paciente, é um brasiliense de 46 anos, especialista em regulação e vigilância sanitária, na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Ele chegou da França no último dia 7 de março e foi atendido no Hospital São Mateus, no Cruzeiro Velho, e colocado em isolamento domiciliar.  
 No momento, o DF tem cinco casos de pacientes com coronavírus. Na noite de sexta-feira (13/3), o vice-presidente de Embaixadas e Consulados do Flamengo, Maurício Gomes de Mattos, testou positivo para a doença e está internado no Hospital Santa Luzia, em Brasília. No caso dele, o primeiro exame apontou a existência da infecção pelo Covid-19, porém o segundo, deu resultado inconclusivo. Mas o terceiro teste confirmou o diagnóstico. 

Esteve em escola 

Antes de saber da doença, Maurício Gomes de Mattos visitou uma escola infantil no Paranoá, onde estudam 164 crianças com idades entre 4 e 6 anos de idade. Em função do decreto do governador Ibaneis Rocha, de suspender as aulas até terça-feira (17/3), todos os alunos estão em casa. Na sexta-feira, a coordenadora de formação integral da escola, Larissa Carvalho, informou que aguardava o resultado final do exame de Maurício para avaliar o que seria feito. 

Em nota oficial, enviada ontem (14/3), a Secretaria de Saúde informou que "paciente com os sintomas descritos no protocolo, e que manteve contato com pessoas suspeitas ou confirmadas para o vírus, deve procurar a unidade básica de saúde mais próxima, ou o estabelecimento coberto pelo plano de saúde".

Postar um comentário

0 Comentários