Manifestantes fazem ato pró-governo na Esplanada dos Ministérios, em Brasília - Alô Brasília

Últimas

domingo, 15 de março de 2020

Manifestantes fazem ato pró-governo na Esplanada dos Ministérios, em Brasília

Manifestantes fazem ato pró-governo na Esplanada dos Ministérios, em Brasília

Ato ocorreu apesar da proibição de aglomerações em espaços públicos para conter coronavírus. Presidente Bolsonaro cumprimentou apoiadores em frente ao Planalto.


Manifestantes ocuparam parte da Eixo Monumental, em Brasília, na manhã deste domingo (15), em um protesto pró-governo. O ato ocorreu de forma simultânea em outras quatro capitais: Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Belém (PA) e Maceió (AL).
Vestido com as cores verde e amarelo, às 10h, o grupo ocupou o gramado em frente ao Congresso Nacional. Os participantes exibiam faixas contra o Supremo Tribunal Federal (STF), o Congresso e contra a secretária especial de Cultura, Regina Duarte. O ato terminou por volta das 14h.
Contrariando as recomendações de se manter em monitoramento por causa do surto de coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro foi ao ato neste domingo (veja mais abaixo). Na sexta-feira (13), Bolsonaro fez um exame para o vírus – que deu negativo – e, ao encontrar com apoiadores, disse que não daria a mão para cumprimentar as pessoas, como faz de costume.

  • Cinco pessoas que viajaram com Bolsonaro ou se juntaram à comitiva nos EUA têm coronavírus
  • Um dia antes, na quinta-feira (12), em pronunciamento em rede nacional, o presidente afirmou que as manifestações marcadas para este domingo (15) deveriam ser repensadas diante do cenário de pandemia do coronavírus.
    O ato ocorreu apesar de decreto do Governo do Distrito Federal proibir aglomerações em espaços públicos e da orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS) para suspender a realização de eventos coletivos. O objetivo é evitar a disseminação do novo coronavírus (Sars-Cov-2).

Bolsonaro

Após deixar o Palácio da Alvorada neste domingo, de carro oficial, o presidente foi até o Eixo Monumental, onde estava ocorrendo a manifestação. Bolsonaro não desceu do carro. Ao saberem que se tratava do veículo presidencial, apoiadores acenaram, gritaram palavras de ordem e seguiram o carro.
O presidente subiu o Eixo Monumental em um sentido, depois fez a volta para percorrer o sentido oposto. Bolsonaro foi até o Palácio do Planalto e subiu a rampa que fica na entrada. Do alto, ele acenou aos manifestantes.
O presidente abriu uma transmissão ao vivo na internet no momento em que estava em cima da rampa do palácio:
"Não tem preço o que esse povo está fazendo, apesar de eu ter sugerido, eu não posso mandar, a manifestação não é minha, o adiamento, dado esse vírus", disse Bolsonaro.
Em seguida, o presidente desceu até a rua para cumprimentar os apoiadores. Ele pegou na mão das pessoas, contrariando o que tinha dito na sexta.

Carreata

Por volta das 10h, veículos que participavam da carreata se misturaram a carros de outros motoristas que tentavam acessar a região central de Brasília. A via S1 ficou bloqueada até as 13h.
Segundo a Secretaria de Segurança Pública do DF, a Polícia Militar monitora a situação. Ainda segundo a pasta, a carreata não estava prevista. "O Batalhão de Trânsito enviou sete viaturas para acompanhar o deslocamento dos manifestantes e minimizar os transtornos no trânsito". 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Alô Goiás

Blog do PAULO MELO

Alô Brasília

Melhores da semana

Destaque

Black Friday chega nos atacarejos e consumidores aproveitam as ofertas nesta sexta

O Fort Atacadista, rede de atacarejo do Grupo Pereira, preparou preços imperdíveis para os clientes nesta sexta-feira (27.11), durante a tra...

Campanha contra a Dengue