"Atividade legislativa na palma da mão do cidadão", diz Delmasso

Vice-presidente da Câmara, Rodrigo Delmasso foi o entrevistado do CB. Poder desta terça-feira (24/5) e falou sobre novo aplicativo que permite monitorar atuação dos parlamentares

Foto: Rogério Lopes.

Na edição desta terça-feira (24/5), o programa do CB.Poder, pareceria do Correio Braziliense com a TV Brasília, recebeu o Deputado e Vice-presidente da Câmara Distrital, Rodrigo Delmasso. Em entrevista à jornalista Ana Maria Campos, o Deputado falou sobre o novo aplicativo da Câmara, que permite ao cidadão monitorar a atuação dos parlamentares. Rodrigo declara que, além do monitoramento, o aplicativo também permite que o cidadão acompanhe ações dos Deputados Distritais, atividades legislativas, avaliação de projetos de leis e também gastos através do Portal transparência da Câmara.

Segundo ele, com a nova ferramenta CLDF on-line, "toda a atividade legislativa está na palma da mão do cidadão". De acordo com o vice-presidente da Câmara, o aplicativo foi lançado em uma boa hora pois permite um acompanhamento maior das atividades legislativas, a participação ativa do cidadão e uma maior divulgação das ações dos parlamentares. Rodrigo Delmasso acredita que o aplicativo, juntamente com o Portal da transparência da Câmara, agora com a participação ativa dos cidadãos, irá ajudar a diminuir aquilo que chama de "Projetos polêmicos" que muitas vezes são aprovados.

O Deputado também falou sobre projetos de leis e algumas votações importantes no mês de junho. Entre elas estão a Lei de diretriz orçamentária (LDO) que conta com novidades para a contratação do serviço público, com previsões de muitos concursos e acréscimo no orçamento e outros projetos, como a alteração da Lei da bolsa atleta, que vai equiparar valores, além de ampliar o seu acesso.

Em relação à candidatura da ex-ministra Damares Alves ao Senado, Rodrigo Delmasso será ligada ao presidente Jair Bolsonaro. "Eu particularmente não tenho muito o que interferir nessa situação, mas eu ainda digo que o Republicanos, por tudo que o Ibaneis fez, não só pelo partido, mas por Brasília, têm um compromisso em andar com o Governador, independente de qualquer cenário político.

O vice-presidente ressalta que a questão da ex-ministra Damares ser candidata ao Senado junto com a ex-ministra e deputada federal Flávia Arruda é uma questão que o presidente Bolsonaro precisa decidir. "Minha visão é, se você divide a direita como está sendo dividida, você vai dar vaga pra esquerda. Eu acredito que não é isso que o presidente Bolsonaro queira, então a direita aqui precisa sair com um candidato único. Se dividir, a esquerda leva a eleição. Então nesse caso, o presidente Bolsonaro precisa decidir de fato quem é o candidato, quem é a candidata que ele gostaria para que a direita ou a centro-direita, centre fogo para eleger a candidatura ao senado", declarou.

Além disso, o deputado comentou sobre fidelidade partidária e comprometimento com a palavra. "Eu acho que o que a população espera é posicionamento. Se posicionou, mantenha o seu posicionamento. Claro que tem alguns favoráveis, outros não. Mas é importante manter seu posicionamento. Na política, hoje, o que nós precisamos prezar é a palavra."

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
IESB

نموذج الاتصال