Espetáculo estrelado por jovens dos Centros de Juventude lota teatro em Ceilândia

 

 

Debute dos alunos do Centro de Juventude foi marcado por noites de fila de espera e casa cheia

 

A peça O Grande Miserável marcou a estreia de mais de 60 alunos do Centro de Juventude (CJ) nos palcos da cidade. Com enredo, falas e músicas de autoria dos próprios jovens, a apresentação gratuita no Teatro Sesc Newton Rossi, em Ceilândia, teve lista de espera e espetáculo lotado durante os dois dias em cartaz (4 e 5).

 

Pela primeira vez nos palcos, Kael Henrique ressalta a transformação que o teatro trouxe para sua vida. "Eu vi a oportunidade de entrar para o teatro, mas não sabia o que esperar. Mesmo que tivesse a melhor das expectativas, essa experiência superou tudo. É incrível a energia e dedicação de todos aqui".

 

Os artistas em cena são alunos de teatro do Centro de Juventude, espaço público que atende jovens de 15 a 29 anos de idade em regiões de vulnerabilidade social - Ceilândia, Estrutural e Samambaia. Para muitos deles, o teatro é a oportunidade para mudar de vida. É o que relata o diretor da peça, Dill Diaz. "Esse espetáculo representa a necessidade de a juventude falar e nós que ouvimos pararmos e pensarmos o que, de fato, estamos entregando para eles", afirma Dill.


 


Acompanhando a apresentação, Luana Machado, Secretária de Juventude do DF, se emocionou com as histórias de superação presentes nos bastidores. “São tantos relatos lindos. E é para isso que Centros de Juventude atuam, para abrir portas a novas oportunidades e mudar a realidade dos jovens atendidos. Ver a realização de sonhos com esse espetáculo nos traz muito orgulho e mostra que estamos no caminho certo”, declara. A Secretaria é responsável pelos Centros de Juventude, em parceria com a IECAP - Agência de Transformação Social, que oferece à sociedade cursos e oficinas gratuitas.

 

O jovem Kauê Pocket, estreante no mundo artístico, é um exemplo da força do teatro na mudança de vida. "Eu estava passando por um momento de profunda depressão, e foi o teatro que me salvou. Hoje sou outra pessoa, e, com certeza, muito mais feliz e realizado", diz.

 

Renomes do setor artístico de Brasília também estiveram presentes nos bastidores da grande produção. Aline Cacau, Antônio Lucas, Bruno Coeoli, Diogo Vaneli, Douglas Zanon, Higor Filipe, Marcelo Lucchesi, Nati Maia e Silvia Viana somaram suas expertises e talentos para enriquecer a experiência dos jovens artistas.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

نموذج الاتصال