Fiocruz prevê entregar 4,7 milhões de doses até o fim da semana

Fiocruz prevê entregar 4,7 milhões de doses nesta semana
Com o incremento na linha de produção das vacinas, a fundação produzirá 1,2 milhão de doses diárias; aumento será de 33% da capacidade a partir de maio


A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) informou que atingiu o que considera ser um patamar alto de entrega de vacinas da Covid-19 ao Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde. Até a próxima sexta-feira (23), serão entregues 4,7 milhões de novas doses ao Ministério da Saúde. As remessas da semana começam a ser enviadas a partir desta quarta-feira (21).

Em maio, a instituição começa a implementar mais um turno de produção de vacina na segunda linha de produção do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (BioManguinhos/Fiocruz).

Com isso, a capacidade de fabricação diária do imunizante vai aumentar 33%, passando das atuais 900 mil doses para 1,2 milhão. A informação foi confirmada oficialmente pela assessoria de imprensa da instituição.

Atualmente, cerca de 500 profissionais estão envolvidos na cadeia produtiva da Fiocruz para a fabricação dos imunizantes, em diferentes atividades que contam com trabalho 24 horas por dia.

"Chegamos à escala máxima de cinco milhões de entregas por semana, sempre às quartas e sextas. Este e um patamar bem alto porque alcançamos o máximo da produção com duas linhas. Agora estamos na expectativa de mais um turno de trabalho”, informou a Fiocruz, por meio de nota.

A unidade de BioManguinhos atua com duas linhas de produção exclusivas para o imunizante desenvolvido pela parceria entre a Universidade de Oxford, da Inglaterra, e o laboratório anglo-sueco AstraZeneca. No entanto, até o momento, apenas uma delas conta atualmente com funcionamento em dois turnos.

Postar um comentário

0 Comentários